quarta-feira, 7 de julho de 2010

Viciada em sexo: Doença faz inglesa virar predadora sexual

Viciada em sexo: Doença faz inglesa virar predadora sexual"Eu me tornei uma predadora sexual e tenho que me satisfazer o quanto antes. E isto significa que não importa com que homem seja, mesmo que seja um estranho", desabafa Donna Glover.

A mulher de 40 anos, moradora de Barwell (Inglaterra), sofre de uma rara doença que a faz ficar desesperada por sexo dez vezes por dia. O problema está arruinando a vida da inglesa. Divorciada, ela também encontra problemas nos locais onde trabalha.

Viciada em sexo: Doença faz inglesa virar predadora sexual"É um desejo devastador e eu simplesmente não posso controlá-lo", diz, em reportagem do "News of the World". A inglesa costuma entrar em chats online para buscar parceiros.

Donna foi diagnosticada com a síndrome de Kleine-Levine, também conhecida como síndrome da Bela Adormecida. A doença afeta uma em cada seis milhões de pessoas.
"Um dia estava em um supermercado quando um cara me olhou. Em poucos minutos estávamos em um parque tirando as nossas roupas. Foi rápido. Quando terminamos, ele me deu o telefone em um pedaço de papel. Mas joguei numa lata de lixo", relata.

E depois do que faz ela geralmente se arrepende:

"Quando volto a mim mal posso acreditar no que acabei de fazer. Algumas pessoas pensam que é apenas uma desculpa para um comportamento promíscuo, mas é uma doença".

Um dos sintomas da síndrome de Kleine-Levine é o sono excessivo, chegando a 18 horas por dia. Mas o mais doloroso é a mudança de comportamento. Metade das pessoas que sofrem do mal desenvolve vida sexual promíscua. Médicos relatam casos de pacientes que chegam a ter sete parceiros em um mesmo dia. O tratamento mais eficaz é com anfetaminas e medicamentos à base de lítio.

terça-feira, 16 de março de 2010

Emprego: Faxineiras Sensuais

A casa limpa com um toque de sensualidade. Isto é o que oferece a Edan's Maids 'R' Us. A empresa montou uma equipe de faxineiras com muito sex appeal, uma imagem recorrente no universo masculino, para trabalhar em residências do sul da Flórida (EUA).

Segundo a "agência de limpeza", as 15 modelos disponíveis (morenas, ruivas, louras...) estão aptas para limpar, servir e entreter em domicílio. Tocar as mulheres e sexo não fazem parte do serviço.

"Você aproveita a vista, você aproveita a faxina", disse Nina Torres, criadora do serviço, è First Coast News.

O serviço picante não custa barato: cerca de 105 reais por hora, sendo que o cliente tem que contratar a modelo-doméstica por ao menos duas horas.

Segundo Nina, até agora nenhum problema foi reportado pelas funcionárias da Edan Maids 'R' Us. Nem mesmo durante as horas extras.

Emprego: Faxineiras Sensuais

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Google acusado de truste

Google acusado de trusteTrês empresas europeias acusam o Google de praticar o truste, dominando o mercado global de busca e propaganda no universo online, sem deixar espaço para que concorrentes cresçam e se desenvolvam. Um desses é o italiano Ciao!, que promove a comparação de preços de produtos, e que foi comprado pela Microsoft em 2008.

Em um comunicado postado no site corporativo da empresa, o Google disse que uma comissão já começou uma investigação preliminar. "Ao mesmo tempo em que providenciamos feedback e informações adicionais para o caso, temos a certeza de que nosso negócio tem como principal foco o interesse dos usuários e parceiros, e estamos dentro de todas as Leis que regulamentam a competição comercial na Europa", diz o texto.

Na Itália, o Google já sofre acusações de truste vindas de publishers de jornais, que afirmam que a empresa dominou o mercado de uma maneira tal que o mercado publicitário não quer mais investir em outras mídias. Na Alemanha, reclamações parecidas também estão rondando os tribunais. Já na França, uma comissão do Governo está investigando as ações da gigante para avaliar suas práticas.

Em alguns países, o Google já é responsável por mais de 80% do mercado de buscas e propaganda na Internet. E na última década, casos parecidos já aconteceram na Europa com empresas como Microsoft e Intel, que foram multadas em bilhões por violar leis antitruste.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Banho de Ofurô

Banho de OfurôO ofurô, que em japonês tem o sentido de banheira, é um rito sagrado no Japão, e sua origem se perde nas brumas do tempo, pois já era praticada pelos próprios samurais, há muitos séculos atrás. Esta terapia procura unir os benefícios das águas quentes aos efeitos salutares da própria banheira, mais funda e menos comprida que as fabricadas no Ocidente, possibilitando assim aos que nela mergulham encontrar uma posição fetal, o que desperta nas pessoas a mesma sensação que se tinha quando se estava no útero materno. Isto induz o ser humano a retroceder psiquicamente à sua etapa embrionária, levando-o a resgatar sentimentos de abrigo, amparo, aconchego, serenidade, paz, entre outros.

O Homem sempre sentiu a necessidade de buscar terapêuticas naturais que lhe propiciassem curar não só o corpo material, mas igualmente a esfera espiritual e a mental. Seria ainda melhor se, ao mesmo tempo, fosse possível conviver com a Natureza durante esses momentos de tratamento e relaxamento.

Aos poucos as Termas despontaram como a resposta ideal aos desejos humanos. Cada cultura criou, assim, métodos próprios, valendo-se tão somente de água quente, vapor, sais, óleos essenciais e técnicas de meditação. Enquanto gregos e romanos desenvolveram os Banhos Turcos, e escandinavos aprimoraram as famosas saunas, visando estimular as atividades sudoríparas do corpo e assim conquistar uma pele mais salutar, os japoneses criaram o Ofurô, procurando unir a necessidade de amenizar o estresse e a idéia de juntar familiares e amigos nesta espécie de cerimônia coletiva. Eles promovem, assim, os célebres banhos coletivos e públicos, visando, como um elemento essencial desta terapia, desenvolver nas pessoas um forte sentimento de socialização.

Banho de OfurôMais do que fazer a higiene do corpo, o ofurô visa a limpeza da alma e da mente. Estas banheiras, geralmente elaboradas com madeira – a mais comum no Brasil é a cedro-rosa -, acrílico, fibra de vidro ou outros tipos de plástico, são criadas com o objetivo de acolher em seu interior de 4 a 8 pessoas, quase sempre ao ar livre, em plena associação com as paisagens naturais, permitindo assim aliviar as tensões cotidianas. A água é aquecida com o auxílio de um ebulidor elétrico – aparelho anexo a algumas caldeiras a vapor – ou por um aquecedor a gás. A temperatura ideal deve estar ajustada entre 36 e 40ºC.

Estes banhos revelam-se extremamente benéficos para a saúde. Além do inevitável alívio das tensões, esta terapia proporciona a higiene da pele, a restauração do equilíbrio hormonal, através da excitação da glândula, por meio da água quente, e a desintoxicação dos músculos. Os pedaços de madeira de cedro massageiam intensamente o corpo, gerando uma sensação de conforto e proteção. Ao mesmo tempo, a água aquecida revigora os pensamentos e resgata as energias perdidas, renovando o humor para o reinício de outro dia.

Banho de OfurôOs óleos, flores, folhas, ervas, e outros elementos que compõem o ofurô, também incitam o organismo, harmonizando o corpo, a mente, as sensações e os sentimentos, despertando no Homem emoções como alegria, volúpia e satisfação.

No Brasil o ofurô passou por algumas modificações. Aqui não se cultivam os banhos coletivos como os japoneses, daí o uso de banheiras individuais ou para casais. Por suas tendências místicas, o brasileiro adiciona às águas incensos e ervas com aromas variados, velas e músicas meditativas, transformando este momento em um verdadeiro ritual espiritual. As temperaturas aqui também são reguladas, mais baixas, pois seus habitantes não têm o costume de tomar banhos muito quentes. No Japão as águas chegam a alcançar 50 graus.

Fontes
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ofurô
http://www.piscinaesossego.com.br/fonte/ofuro_total.html